Xarnege – País Basco, Gasconha

Xarnege, ou Charnegue, é uma palavra que denomina os povos fronteiriços entre o País Basco e a Gasconha; um território encruzilhada, em que as duas culturas têm sabido conviver, manter espaços próprios e criar formas de expressão diferenciadas a partir de uma mesma origem.

Xarnege

Xarnege – Banako
Xarnege – Belatsa

XARNEGE, nasceu entre a Gasconha e o País Basco da colaboração entre músicos de ambos os lados da fronteira. Daqui resultou uma música livre e contemporânea, a partir da tradição destes povos e dos abundantes elementos culturais comuns. Música tradicional: branles, gavotas, jauzis, suites, polkas, rondeus, mutchikoak ou valsas, rica em timbres arcaicos, harmonizados e interpretados ao modo basco e gascão

A ampla gama sonora de Xarnege deriva de mais de uma dezena de instrumentos que utiliza nos seus concertos, muitos deles de fabrico próprio, já que um dos músicos é luthier e investigador de folclore no seu país.

Durante a temporada de 2007/08, Xarnege converteu-se num dos grupos mais interessantes do novo Folk do sul da Europa e o seu enfoque inovador nas raízes musicais comuns a ambas as culturas, tem surpreendido e cativado o público nacional e internacional.

Joan Baudoin: boha, flauta, tamborin e voz

Simon Guillaumin: sanfona e voz

Lucia Longué: flautas, besson, boha, acordeão, baixo e voz

Josean Martin Zarko: guitarra e bouzouki

Juan Ezeiza: violino, albokas e baixo