Carla Pires

Carla Pires tem actuado em prestigiados palcos internacionais como a Ópera de Graz (Áustria); Ópera de Gent (Bélgica); Queen Elizabeth Hall-PR (Londres); DeLaMar Theater e Concertgbow (Amesterdão); Schowburg Roterdamse (Roterdão), Rasa (Utreque); Cirque d’Hiver(Paris); Södra Teatern e Kulturhuset (Estocolmo); Expo Mundial-Aichi (Japão); Coliseo Carlos III (Madrid), Teatro Sólis (Montevideu); Museu Histórico Nacional(Rio de Janeiro) entre outros, e tem realizado concertos e digressões pela Europa, Ásia, África e América Latina.

    

Carla Pires – Voar Alto
Carla Pires – Rota das Paixões

Com uma presença notável em palco, Carla Pires tem um talento inato para conquistar o público desde o momento em que começa a cantar. Os seus concertos são intensos, fruto da sua soberba interpretação e do empenho apaixonante dos excelentes músicos que a acompanham. O seu último disco, “Rota das Paixões” foi editado internacionalmente pela Harmonia Mundi, mais uma conquista no percurso desta artista, que transporta o Fado e o seu sentimento para rotas musicais surpreendentes com a sua voz única e sensual.

QUOTES

ÓPERA DE GRAZ (Março-Abril 2015)
“A contribuição da noite, a mais fortemente aplaudida, chegou com “Fado”, uma coreografia de Vasco Wellencamp, em que o centro emocional desta grande obra não é tanto os bailarinos mas sim a grandiosa fadista Carla Pires.”
KRONEN ZEITUNG (16 Março 2015)

CARLA PIRES EM BUENOS AIRES (Junho 2014)
Esperamos que se repita o encontro entre o público argentino e esta grande artista chamada Carla Pires que brilha tanto pela sua qualidade como cantora como peça sua simplicidade.                                                   Andrea Lopes, FADO ARGENTINO (Blog) 

TOUR “Fado, Ritual e Sombras” – Holanda (Fevereiro a Abril 2014)
“A cantora, a bela e requintadamente vestida  Carla Pires, fez uma  actuação  emocionante preenchendo  o palco sem esforço, como se ela própria fosse parte intrinseca do cenário, cumprindo assim um papel central e impressionante.” Paul Rooyackers,  KUNSTZONE

“Acaba por ser fácil  falar de  uma fadista como Carla Pires, cuja voz alcança o fundo da nossa alma.”
Sander Hiskemuller, TROUW

“Carla Pires,  com a sua voz quente e cristalina, consegue prender o  público.”
Annette Embrechts, VOLKSKRANT

FESTIVAL PARFUMS DE MUSIQUE, – Paris  (10/06/2012) “Assim que as guitarras e a voz de Carla Pires tomaram posse do palco, os nossos espíritos ficaram também possuídos. O tempo fresco foi rapidamente equecido e, após o concerto, sente-se uma paz interior em todos aqueles cujo coração foi aquecido”.                            Jean-Luc Gonneau, LUSO JORNAL 

JOUTES MUSICALES DU PRINTEMPS, Correns (France,  27/05/2012) “Cabe-me agradecer o vosso magnífico concerto. Chegaram-me inúmeras repercussões muito positivas. Carla conseguiu a unanimidade!
Françoise Dastrevigne, Directrice Artistique

FESTIVAL COTÉ COUR (Aix-en-Provence,  24/07/2011)  “Momento intenso com um dos melhores concertos do Festival”
Claire  Fontaine

“A sua voz magnífica e a sua presença em palco, causaram uma forte impressão num público encantado com a voz maravilhosa da cantora, por vezes clara, por vezes  um sussurro, muitas vezes pungente tocando no fundo do coração. E a acompanhá-la um trio de guitarristas da mais alta qualidade (…). Carla Pires é a alma de Portugal que canta!”
LA MARSEILLAISE – 30/07/2011

BIOGRAFIA

Inicia a sua carreira em 1993 e até 2002, ano em que o Fado começa a cimentar a sua forma de vida, vai participando noutras projectos musicais e de representação: grava bandas sonoras para as telenovelas: “Roseira Brava”, “Primeiro Amor”, “Ana e os Sete”; em 1996 ganha o 1º lugar no Festival de Salónica (Grécia), organizado pelas Sociedades de Autores da Europa em representação da SPA, com o tema “Canção do Vento e da Terra”, de José Manuel Coelho; participa como actriz e cantora no Musical Amália, de Filipe La Féria e em telenovelas.

Em 2002 grava com o Quinteto Amália, o CD “O Fado em Concerto”, com direcção musical de José Marinho e de 2000 a 2005 desempenha o papel de Amália “jovem”, no Musical ”Amália”. Começa assim a base para outros convites na área do Fado e o início da sua carreira a solo.

Em 2005 foi convidada a representar Portugal na Expo Mundial do Japão. Grava o primeiro disco a solo para a Ocarina, “Ilha do meu Fado”. Alguns temas deste CD integram diversas colectâneas nacionais e estrangeiras.

A sua afirmação enquanto Fadista acontece em 2008, ano que realizou uma tourné em França com 10 concertos, e actuou na Argélia, Áustria e Espanha. Os concertos internacionais têm sido constantes na sua carreira, com destaque para o Concerto de abertura de um dos maiores festivais da Europa (Flanders International Festival-Gent) e a actuação em Março de 2012 na Babel Med Music em Marselha, a segunda maior feira de world music da Europa.

O seu último disco, “Rota das Paixões” foi lançando em Portugal em 2011 e editado internacionalmente pela Harmonia Mundi no ano seguinte.

O ano de 2014 começa com uma nova experiência. A convite do consagrado coreógrafo Vasco Wellenkamp, Carla Pires faz uma tournée com 32 datas pela Holanda com o espectáculo Fado Ritual e Sombras. Uma coprodução com bailarinos da Companhia Portuguesa de Ballet Contemporâneo e da Internacional Danstheater de Amesterdão, sobre Fado com música ao vivo.

Março e Abril de 2015 – Carla Pires actuou na Ópera de Graz, no espetáculo de dança contemporânea “MALAMBO”. Esta trilogia integrou o projecto “Fado, Ritual e Sombras” com  coreografia de Vasco Wellencamp para a Oper Graz Tanzkompanie. Carla Pires é a voz desta bela obra do coreógrafo. Nos nove espetáculos (esgotados) que tiveram lugar na Ópera de Graz,  Carla Pires foi  acompanhada pelos seus três músicos e pela Grazer Philharmoniche Orchester.

 

DISCOGRAFIA

O Fado em Concerto – com o Quinteto Amália – 2002

Ilha do meu Fado – 2005 (Ocarina)

Rota das Paixões – Outubro de 2011 (Ocarina). Edição mundial em Maio 2012 (Harmonia Mundi)

AQUI – Abril de 2016 (Ocarina)

 

CONCERTOS

Para além de Portugal, Carla Pires já realizou concertos e digressões na França, Espanha, Suécia, Noruega, Dinamarca, Inglaterra, Grécia, Itália, Turquia, Bélgica, Holanda, Áustria, Suíça, Alemanha, Japão, Argélia, Brasil, Argentina, Uruguay e Angola.

Salas

Òpera de Graz (9 actuações) | Ópera de Gent (2 concertos)|Queen Elizabeth Hall-PR (Londres)|Södra Teatern e Kulturhuset (Estocolmo)| DeLaMar Theater e Concertgbow (Amesterdão) | Rasa (Utreque)|Schowburg Roterdamse(Roterdão)| Cirque d’Hiver (Paris) | Oharu  Auditorium (Expo Mundial-Japão 2005)| Théâtre de Verdure (Argel)| Abadia de Sylvanès e Église de Notre Dame de la Gloriette-Caen (França) | Centre Universitaire Méditerranean(Nice), Museu Histórico Nacional (Rio de Janeiro) com Pedro Jóia, Coliseo Carlos III (Madrid), Teatro Sólis (Montevideu), Sala Samsung (Buenos Aires), Spittelberg Theatre (Viena de Áustria).

Festivais

Festival d’Ile de France (Paris) | Festival Tribu (Dijon) | Atlantikaldia(Errenteria) | Mostra de Cultura Portuguesa (Oviedo) | Womist Festival (Istambul) | Festival d’Ambronay(FR) |Festival Parfums de Musique (L’Haye-les-Roses) | Les Joutes Musicales du Printemps (Correns) | Festival Côté Cour (Aix-en-Provence)  | Festival Moz’aïque (Le Havre) | Flanders International Festival (Gent) | Festival Convivência (Toulouse) Festival Nuits d´Été (Aix-en-Provence)| Festival International de Guitarra de Friburgo(Suíça) | U Settembrinu di Tavagna (Córsega) | Festival Vox Musica (Poitiers) |Festival des Musiques de l’Âme (Toulouse)|Jeudis Musicaux des Églises Romanes (Royan) | Eskisehier Festival (Turquia) | Bidassoa Folk Festival (Irun) | Festival Sete Sóis Sete Luas |Festa do   Avante (PT) |Festival de Fado – Fundación Rei Afonso Henriques (Zamora)| Atlantic Waves (Londres).

 Digressões

Apresentação do filme ‘Fados’ de Carlos Saura, em França [Saint-Palais -Sur –Mer | Tonnay  Boutonne| Île de Ré |Marennes |  St Savinien |  Saint Pierre d’Oléron | St Georges de Didonne | Fouras | Calais |Rennes].

Com Stockholm Lisboa Project: Flensburg(DE), Avesta|Malmö|Kristianstad|Uppsala|Glöte|Ås |Östersund | Mariefred | Tobo (SE) Steinkjer (NO) |Tivoli Garden (Copenhaga)

Noruega, Suécia e Holanda (com António Zambujo) – Ulsteinvik (Kulturhuset), Lund (Stadteatern), Estocolmo(Kulturhuset), Amesterdão (Concertgbow), Utreque (Rasa)

Fado, Ritual e Sombras (Holanda 2014) – DeLaMar Theater (Amsterdam); Theater de Muze (Noordwijk); Zaantheater (Zaandam); Schouwburg Middelburg (Middelburg); Schouwburg Velsen(Velsen); Speelhuis (Helmond); Rotterdamse Schouwburg (Roterdam); Doelenzaal (Amsterdam); Schouwburg de Kring (Roosendaal); Schouwburg De Maagd (Bergen op Zoom); Parktheater (Eindhoven); Rabotheater (Hengelo); Doelenzaal(Amsterdam); Chasse (Breda); Lux Theater (Nijmegen); Schowburg De Meerse (Hoofddorp); Schowburg Arnhem; Theater aan de Parade (Den Bosch).